Hip Hop

História do Hip Hop

O Hip Hop emergiu em meados da década de 1970 nos subúrbios negros e latinos de Nova Iorque. Estes subúrbios, verdadeiros guetos, enfrentavam diversos problemas de ordem social como pobreza, violência, racismo, tráfico de drogas, carência de infra-estrutura e de educação, entre outros. Os jovens encontravam na rua o único espaço de lazer, e geralmente entravam num sistema de gangues, as quais se confrontavam de maneira violenta na luta pelo domínio territorial. As gangues funcionavam como um sistema opressor dentro das próprias periferias – quem fazia parte de algumas das gangues, ou quem estava de fora, sempre conhecia os territórios e as regras impostas por elas, devendo segui-las rigidamente.
Neste contexto, nasciam diferentes manifestações artísticas de rua, formas próprias, dos jovens ligados àquele movimento, de se fazer música, dança, poesia e pintura. Assim gangues foram encontrando naquelas novas formas de arte uma maneira de canalizar a violência em que viviam submersas, e passaram a frequentar as festas e dançar break, competir com passos de dança e não mais com armas.
O diálogo entre a performance e o caráter criativo da performance, realça e reforça o estilo pessoal. “O contraponto com um interlocutor também leva ambos os performers a maiores e melhores desempenhos”. O estilo pessoal é de grande importância na performance porque as características próprias de cada performance acrescentam as possibilidades de inovação e de criação de novos estilos. “Espera-se que o performer seja não só competente, mas que também possua um estilo próprio, o que pode ser observado na cultura negra urbana contemporânea, por exemplo, em todos os aspectos do ‘hip-hop'”. O estilo pessoal se valoriza em situações de representação, mas não é importante em todos os aspectos da vida cotidiana (estética, cumprimento, fala, etc), pois noutros momentos, é importante valorizar o respeito ao âmbito da preservação (ou âmbito da memória em contraponto ao âmbito criativo) no qual se enfatiza o valor dos códigos e tradições.

Celular

Escolha sua opção

Como nos conheceu?

Aulas de Dança Movimento e Arte | São Paulo | Penha | Vila Matilde | Zona Leste
Bachata | Ballet | Bolero | Dança Cigana | Dança de Salão | Dança do Ventre
Hip Hop | Forró | Jazz Brodway | Salsa | Samba de Gafieira | Samba Rock |
Sertanejo Universitário | Stiletto | Tango |Teatro| Vanera | Zouk